Portuguese English Spanish

N Notícias

Projeto Dom Helder Camara no Araripe é destaque na TV

A edição do dia 28 de agosto do programa Rural Contemporâneo, da TV NBR, teve como tema as atividades desenvolvidas pelo Projeto Dom Helder Camara/STD/MDA e parceiros no território do Sertão do Araripe, no estado de Pernambuco. O programa apresentou duas histórias que demonstram que é possível conviver com a seca: a experiência do agricultor familiar Luiz Lopes, que conseguiu manter sua produção de leite durante a seca e ainda diversificar o seu rebanho; e a dos agricultores do Assentamento Frei Damião, que se organizaram numa associação agroecológica, a ECOARARIPE, fortalecendo assim a produção e melhorando a renda das famílias.

O agricultor Luiz Lopes destacou a importância da chegada do Projeto Dom Helder Camara (PDHC) na região, em 2006, uma vez que puderam contar com uma assistência técnica permanente. O Diretor do PDHC, Espedito Rufino, explicou que o objetivo geral do Projeto é gerar referências para fazer diálogo de políticas para o desenvolvimento rural sustentável no Semiárido Nordestino.

No Assentamento Frei Damião, o PDHC orienta os agricultores familiares que investiram na produção de algodão agroecológico em consórcios alimentares. O Projeto busca resgatar a produção de algodão na região ao mesmo tempo em que mostra que é possível produzir em consórcio alimentares, gerando renda e garantindo a segurança alimentar das famílias. O algodão plantado pelos agricultores é o BRS Aroeira, uma espécie mais resistente adaptada ao clima da região. Este, depois de colhido, passa por um processo de separação da Pluma e do Caroço e, posteriormente, comercializado com certificação orgânica.. Para ser considerado orgânico, é proibido o uso de produtos químicos, como agrotóxicos, no cultivo do algodão. Joca Amaro, presidente do Assentamento, apontou que, depois que o Dom Helder começou a atuar na região, os agricultores nunca mais utilizaram agrotóxicos nas suas produções.

A reportagem destaca que, os programas do governo como o Bolsa Família, o Garantia Safra, o PRONAF e o Luz para Todos, são fundamentais para a permanência do agricultor no campo. E apresentou também técnicas utilizadas no Semiárido Nordestino para um melhor aproveitamento da água e a Silagem, processo que permite estocar o alimento dos rebanhos sem perder as qualidades nutricionais por até 4 anos. A Silagem, segundo o Seu Luiz, é essencial para a criação de animais durante o período de seca.

Assista o Programa na íntegra clicando abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=duKI7Awd3kw