Portuguese English Spanish

N Notícias

Intercâmbio em Turismo Rural visita bastidores da Festa do Bode Rei e encerra atividades após cinco dias de trabalho na Paraíba

Comitiva conferiu bastidores da festa e conheceu comunidades rurais em Boqueirão e Cabaceiras

Com uma visita a Festa do Bode Rei, em Cabaceiras-PB, foi encerrado na última sexta-feira (31), o “Intercâmbio com foco no Turismo Rural no Semiárido –  Conhecer, valorizar e manter o semiárido brasileiro”, que reuniu cerca de 25 pessoas de vários estados do Brasil. A comitiva foi recebida pelo prefeito do município, Tiago Castro, e pela presidente da PBTur, Ruth Avelino. O Intercâmbio foi uma realização do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), e Instituto Interamericano de Desenvolvimento para a Agricultura (IICA), através do Programa Semear Internacional, em parceria com o projeto Procase e Corporação Procasur.

Logo no início da manhã do último dia do Intercâmbio, o grupo se encontrou com a presidente da PBTur, Ruth Avelino, e conversou sobre vários assuntos envolvendo a cadeia turística no estado. Eles também debateram sobre os locais visitados nos cinco dias de intercâmbio, e em seguida se encontrou com o prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro.

Na visita guiada pelo prefeito, eles conheceram a estrutura da festa do Bode Rei, e participaram de um passeio que incluiu degustação da culinária bodística, exposição de animais, artesanato, passeios turísticos e detalhes sobre a organização do evento. Ainda foram abordados, durante as visitas, temas relacionados a potencialidade turística da cidade após os inúmeros filmes que foram gravados no local, conhecendo, inclusive, áreas utilizadas como sets de gravação

Ainda no município de Cabaceiras, eles conheceram a experiência da Cooperativa Arteza com o trabalho de produção e venda de artigos a base de couro de caprinos, ovinos e até bovinos. Em seguida o grupo se dirigiu à associação que gerencia o turismo de experiência praticado no Lajedo do Marinho, no município de Boqueirão. O local é visitado por turistas de várias partes do mundo.

Eles conversaram com os responsáveis pelo complexo sobre como são organizados os pacotes turísticos que incluem trilhas ecológicas, visitas com locais como pinturas rupestres e um cemitério indígena, e viram como o trabalho de um grupo de mulheres crocheteiras se desenvolveu dentro desta cadeia. O grupo de mulheres é atendido pelo FIDA, através do projeto Procase.

Ainda no município de Boqueirão, a sede do Coletivo ASA Cariri Oriental – CASACO, que mantém uma tenda agroecológica fixa dentro da cidade comercializando produtos da agricultura familiar, foi visitada pelo grupo. Eles conferiram como os integrantes da Associação se organizaram e impulsionaram a comercialização dos produtos que acabou trazendo lucro a várias famílias. Da sede do CASACO, o grupo se dirigiu ao Sítio Bento, e conversou com a agricultora Socorro de Sousa e o agricultor Antônio Belo, que fornecem produtos para a feira semanalmente.

Complementando a visita em Boqueirão, os integrantes do Intercâmbio participaram de uma oficina de produção de queijo e ordenha, no Sítio Três lagoas. Eles conheceram um banco de sementes local que é utilizado por vários agricultores da região. Para que participou dos cinco dias de evento, um grande aprendizado.

“O de maior impacto, para mim, foi o sentimento de pertencimento da população. Eles gostam da atividade, gostam do que fazem e se utilizam do que tem a seu favor, e é isso que eu levarei para minha comunidade”, disse Alice Almeida, beneficiária do projeto Viva o Semiárido, no Piauí

Para quem é da Paraíba, uma surpresa em ver tantos bons exemplos praticados no esmo estado em que mora. “Esse Intercâmbio trouxe um amplo conhecimento de que o que tem dentro da minha comunidade pode ser aproveitado e eu não sabia. Muitas coisas simples que esses agricultores tem dentro de seus quintais e eu também tenho e não praticava, mas estou levando lá para nossa comunidade”, disse Lígia Maria, beneficiária do projeto Procase, em Barra de Santa Rosa.

Para a coordenação do evento, importantes sementes que foram plantadas com o intuito de desenvolver atividades ligadas ao turismo rural tanto dentro como fora da Paraíba. “Foram dias bem intensos, mas muito ricos. Visitamos iniciativas muito desenvolvidas, atividades que podem ser replicadas e quando chegamos ao final e podemos perceber a empolgação em quem participou é muito gratificante”, finalizou a gerente de Gestão do Conhecimento do Semear Internacional, Aline Martins.