Portuguese English Spanish

N Notícias

FIDA visita comunidades rurais atendidas pelo Pró-Semiárido durante missão de supervisão no projeto da Bahia

Comunidades Quilombolas, Fundo de Pasto, Reassentados e Acampados, localizadas no meio rural do semiárido baiano, receberam representantes do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) durante Missão de Avaliação de Meio Termo do Pró-Semiárido, projeto executado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

As comunidades visitadas somam um total de 36 e estão divididas em Territórios Rurais dos municípios de Remanso, Casa Nova, Caém, Capim Grosso, Ponto Novo, Juazeiro, Uauá, Caldeirão Grande, Campo Formoso e Itiúba.

Ao receber os participantes da missão, o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, avaliou o quanto a parceria com o FIDA tem sido importante para a agricultura familiar: “Prezamos muito essa parceria para executarmos as políticas públicas no semiárido baiano e temos interesse em dialogar sobre a ampliação das nossas ações, no que diz respeito aos investimentos na agricultura familiar, recursos hídricos e na abertura de novos mercados para os produtos dos agricultores familiares e comunidades tradicionais”.

Para Hardi Vieira, oficial do FIDA no Brasil, “a Bahia é um estado de referência para todos os outros projetos FIDA, pelos 20 anos de parceria e pela larga experiência adquirida durante os três acordos de empréstimo que firmamos”.

Programação
As visitas foram realizadas nas comunidades rurais de Remanso, Caém e Ponto Novo. A comitiva se reuniu também com os agricultores que iniciarão o cultivo de mamona no perímetro irrigado da Barragem de Ponto Novo, recentemente reativada a partir de investimento do Pró-Semiárido.

Nessas visitas que fazem parte do acordo de financiamento do projeto, serão feitas avaliações e análises do estágio de execução do Pró-Semiárido nos seus diversos aspectos, principalmente no campo produtivo, onde as famílias contempladas recebem assessoria técnica e outros incentivos para melhoramentos de cultivos de frutas, verduras e hortaliças ou de criação de animais e beneficiamento da produção de base agroecológica.

A missão do FIDA na Bahia durou 15 dias e no roteiro foram realizadas reuniões bilaterais e institucionais e encontros com representantes de instituições da sociedade civil e do Governo do Estado, que juntos realizam ações do Pró-Semiárido, executado por meio de Acordo de Empréstimo entre o Governo da Bahia e o FIDA.

Fonte: SDR/Governo da Bahia