EnglishPortugueseSpanish

N Notícias

FIDA capacitará 70 agricultoras do Nordeste para uso de Cadernetas Agroecológicas

Evento acontecerá em Recife-PE com o lançamento da cartilha “Mulheres que florescem o semiárido nordestino”

Uma capacitação para que mulheres rurais usem as cadernetas agroecológicas acontecerá, em Recife-PE, dentro do “Seminário Regional para formação no uso das cadernetas agroecológicas nos projetos apoiados pelo FIDA no Brasil”, que ocorrerá entre os dias 03 e 05 de julho, no Campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). O evento reunirá cerca de 70 pessoas que serão preparadas para conduzir o uso das cadernetas em todos os projetos que o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) apoia no Brasil.

Além da formação, logo na abertura do evento  será lançada oficialmente a mais nova publicação do programa Semear Internacional. A cartilha “Mulheres que florescem o semiárido nordestino”, que já está disponível para download no site do Semear Internacional neste link, e terá versões impressas distribuídas no evento. A publicação traz experiências de mulheres (individuais e coletivas) que têm lutado para terem seus trabalhos reconhecidos e valorizados, mostrando que podem fazer qualquer atividade, gerando renda, e mudando suas realidades e de suas respectivas comunidades.

“Estamos juntas e juntos construindo caminhos e instrumentos que nos possibilitem visibilizar, conhecer e sistematizar a contribuição econômica, ecológica, social e cultural das mulheres rurais para a economia familiar, para a segurança e soberania alimentar, a agroecologia e para a vida”, disse a gerente de Gestão do Conhecimento, Aline Martins.

Após a abertura do seminário, a programação seguirá com foco na formação sobre o uso das cadernetas, com pontos que vão desde a apresentação do Projeto das Cadernetas Nacional e a Experiência do Grupo de Trabalho de Mulheres da ANA (articulação nacional de agroecologia), à Sistematização e Monitoramento das Cartilhas. Ao final dos três dias serão entregues as cadernetas a serem utilizadas pelas participantes.

O projeto de implantação das cadernetas agroecológicas será coordenado pelo Semear Internacional, FIDA e Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), em parceria com o Centro de Tecnologias Alternativas (CTA), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE ) e todos os seis projetos apoiados pelo FIDA no Brasil.

As cadernetas

A caderneta agroecológica é um instrumento que tem como principal objetivo contribuir para o monitoramento da renda monetária e não monetária das mulheres rurais, a partir do trabalho protagonizado por elas na propriedade. A Caderneta Agroecológica (CA) foi elaborada pelo Centro de Tecnologias Alternativas na região de Zona da Mata em Minas Gerais (CTA/ZM), em diálogo com o Grupo de Trabalho Mulheres da Articulação Nacional de Agroecologia – ANA, com vistas a ser de fácil apropriação pelas agricultoras.

O instrumento foi experimentado pela primeira vez no contexto do Programa de Formação em Feminismo e Agroecologia em 2013 pela organização não governamental CTA. Depois foi utilizada mais uma vez entre 2013 e 2015 pelo GT Mulheres da ANA a partir de um projeto nacional financiado pela União Européia em todas as regiões do Brasil que teve como eixo central a realização de um Programa de Formação “Feminismo e Agroecologia.”

Por meio da caderneta, as mulheres podem contabilizar o quanto investem e o quanto lucram com a produção agrícola no roçado e em casa. Com os resultados é possível observar o aumento na renda das mulheres, criando autonomia e independência, e fortalecendo o processo de respeito e inclusão das produtoras rurais.

Programação

Clique para baixar a programação neste link: Programação.pdf

Clique para baixar o Guia de uso da caderneta neste link: Guia-de-uso.pdf