EnglishPortugueseSpanish

N Notícias

Experiências apoiadas pelo FIDA no Piauí são destaque durante Fórum em Portugal

Duas experiências apoiadas pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), no Piauí, foram destaque no V Fórum Mundial de Inovação Rural, que aconteceu nesta quarta-feira (17), em Idanha-a-Nova, Portugal. As beneficiárias do projeto Viva o Semiárido (PVSA), que é apoiado pelo FIDA no Piauí, Francisca Neri Bida e Maria de Fátima Sousa, falaram a uma plateia composta por técnicos e agricultores de várias partes do mundo as experiências em comercialização de carnes e certificação de produtos orgânicos praticadas em suas comunidades.

O evento aconteceu como programação inicial do Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis (FISAS), que segue programação até o próximo dia 21 de julho abordando questões relacionadas ao cultivo sustentável de alimentos e cuidados com o meio ambiente.

Com uma apresentação intitulada “Experiência de produção e comercialização de carnes de carneiros e bodes”, a presidente da Ascobetânia e secretária da Coovita de Betânia do Piauí, Francisca Neri, falou sobre as estratégicas e resultados de comercialização da Associação, exaltando o apoio do PVSA, através do FIDA e destacando capacitações e intercâmbios promovidos pelo Programa Semear Internacional, que para ela, foram de extrema importância para impulsionar a venda dos animais pela associação.

“Não existe empresa nenhuma que dê ao produtor e a produtora o que uma cooperativa e uma associação bem estruturada pode dar. E o papel do FIDA e do PVSA na nossa comunidade tem feito a diferença nessa questão”, disse Francisca Neri.

Francisca ainda revelou que antes da Ascobetânia os produtores estavam desistindo da produção dos caprinos e ovinos pois não tinham aonde comercializar. Hoje, já conseguiram comercializar R$ 9 milhões em produtos.

Em um segundo momento do evento, a representante da Associação dos/as Produtores/as Agroecológicos/as do Semiárido Piauiense (APASPI), Maria de Fátima da Conceição Sousa, apresentou o trabalho da associação na produção e certificação participativa de agricultores orgânicos, e também destacou a importância que teve o Projeto Dom Helder Câmara e do FIDA na criação da associação e o apoio do PVSA no fortalecimento e valorização, principalmente das agricultoras nesse processo.

“Apoiamos os quintais produtivos porque ficam em áreas aonde as mulheres podem trabalhar e queríamos apoiar as mulheres para terem uma renda melhor”. Revelou.

Também faz parte da delegação brasileira o representante do Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais (SASOP), Carlos Eduardo de Sousa Leite, que abriu as palestras do dia com um tema focado nas abordagens de Agroecologia na convivência com o semiárido brasileiro, destacando o trabalho que a organização vem fazendo junto ao projeto Pró Semiárido, que é apoiado pelo FIDA na Bahia, na coleta e sistematização de resultados por meio do método Lume.

O Fórum é uma iniciativa realizada pela ACTUAR, FIAN Portugal e FIAN Noruega em colaboração com a Rede das Margaridas da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (RM-CPLP) e apoio institucional da Câmara de Idanha – A– Nova no âmbito do projeto “Alimentação é Direito!”, apoiado pelo Programa Cidad@s Ativ@s, financiado pelo Active Citizens Fund dos EEA Grants, gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação Bissaya Barreto.

Reportagem: Diovanne Filho, com informações de Fabiana Viterbo.