Portuguese English Spanish

N Notícias

Ação do FIDA na Bahia facilitou fornecimento de água para agricultores familiares

A barragem do município de Ponto Novo (BA) atingiu sua capacidade total com o último período de chuvas na região, e os agricultores familiares do Território Piemonte Norte do Itapicuru celebraram a oferta de água e a garantia de qualidade no plantio.

Isso foi possível por conta do investimento de 14,2 milhões de reais no município, realizado pelo governo do estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), mediante acordo de empréstimo entre o governo da Bahia e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) das Nações Unidas.

Do total de recursos, 7,5 milhões de reais foram destinados à implantação de um dispositivo de tecnologia francesa, instalado no vertedouro da barragem, elevando-o em 1,20 metro, o que aumentou a capacidade do reservatório em cerca de 24%. A iniciativa, que conta com a parceria da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (CERB), tem a finalidade de garantir a segurança hídrica e o desenvolvimento rural da região.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, destacou que hoje há maior oferta de abastecimento de água para consumo humano, e que a barragem atende aos municípios de Ponto Novo, Filadélfia, Caldeirão Grande, Itiúba, Senhor do Bonfim, Andorinhas e Jaguarari.

“Com a reserva hídrica ampliada, teremos daqui por diante maior estabilidade e segurança para a oferta de água de consumo humano para os municípios da região e para os pequenos irrigantes, que podem assim planejar melhor sua produção no conjunto, a emancipação econômica do Distrito de Irrigação”.

Produção com segurança

O investimento também permitiu a ampliação da área irrigada do perímetro e, para gerar trabalho e renda a 145 famílias dos movimentos sociais que ocupam a região, o Pró-Semiárido investiu também em assessoramento técnico, gestão e capacitação para implantação e manejo da cultura da mamona, objetivando a retomada do crescimento econômico e social do município.

Com a otimização do fornecimento de água, agricultores familiares como Nelci da Silva Lima comemoraram. “Antes da implantação desse projeto, aqui só via mato, hoje, já estamos plantando e colhendo quiabo, goiaba, melancia, melão, hortaliças e mamona. Usamos para nosso consumo e também vendemos na feira toda sexta”, disse.

O agricultor Agenor José dos Santos também já está se beneficiando. “A oferta de água para todos os irrigantes do período de Ponto Novo é o que almejamos. A garantia do aumento do volume de água é a garantia de que vamos produzir mais. Os irrigantes dependem de água, quando o volume de água da barragem diminui, a gente fica com medo de investir. Ter essa garantia, de molhar nosso plantio, nos dá mais confiança de investir na nossa produção”.

Fonte: SDR/Governo da Bahia